Estudar demais faz mal: 4 sinais de quem está prestes a surtar

Sempre é bom lembrar que nenhuma mente consegue trabalhar sem descanso e um pouquinho de distração de vez em quando publicado 24 de abril de 2017.

“Estudar é preciso, viver não é preciso.” Embora esse lema seja pregado por muitos cursinhos e “terceirões” Brasil afora, é bom lembrar que nenhuma mente consegue trabalhar sem descanso e um pouquinho de distração de vez em quando. É claro que não podemos perder o foco no Enem e nos vestibulares, mas como ninguém é de ferro, destacamos aqui 4 sinais de que talvez seja hora de dar um tempo maior para cuidar de você. Ufa! Sem culpa, ok?

1. Quando você não lembra mais o que significa a expressão “tempo livre”

A gente sabe, tem muitas coisas para estudar, muitos exercícios para resolver, muitos nomes de partes de plantas para decorar e dezenas de fórmulas matemáticas para gravar. Mas as apostilas não devem te consumir a ponto de você não ter tempo para fazer mais nada além de estudar. Intercalar os estudos com intervalos de 10 a 15 minutos a cada 2 horas faz aumentar o rendimento e diminui a exaustão no fim do dia. Você vai ver como assimilará melhor o conteúdo! 

Além disso, respeite os momentos de recarregar as energias. Se você não consegue se lembrar da última vez em que passou um tempo livre com sua família e amigos ou assistindo a um filme, dando um passeio no parque ou no shopping, caçando pokémons ou qualquer outra coisa que não tenha a ver com os estudos, isso indica que você precisa dar um pouco mais de tempo para viver sua vida.

lazy-song

2. Quando a sua mente está sempre no “modo estudo”

É bom tentar não ficar muito obcecado pelos estudos. Às vezes, pode acontecer de você ver ângulos obtusos por toda a parte, vetores de velocidade puxando os carros pela rua, ouvir a Capitu de Machado de Assis sussurrando no seu ouvido à noite te dizendo que não traiu Bentinho… #PARATUDO Se o seu corpo e mente estão constantemente no “study mode”, é um sinal de que você precisa relaxar um pouco, antes de enlouquecer de vez.

giphy-7

3. Quando você faz suas refeições em menos de 20 minutos

Não adianta nada estudar loucamente e estar doente no dia da prova, certo? Também não pense que vai mandar aquela feijuca com torresmo e bisteca de porco antes de estudar com a desculpa que você precisa de sustância pra aprender melhor a matéria, né! #QuemNunca #VaiDarRuim Vale a pena comer direito e com calma.

Aproveitar as refeições faz bem, então coma devagar e procure alimentos leves e saudáveis. Isso vai fazer a diferença em longo prazo, pode ter certeza! Se você está “engolindo” a comida para voltar a estudar antes mesmo de dar um tempinho para a digestão, pode ter um aproveitamento menor da matéria. Sinal de que você precisa dar um tempinho maior, ok?

hungry

4. Quando você sonha que está estudando

A hora de dormir é seu momento de descanso. Mas daí você sonha que chegou atrasado no vestibular e não conseguiu entrar! Ou que está no meio da prova e percebe que está pelado! Se sua mente não consegue parar de tentar resolver os problemas de matemática nem quando está dormindo, talvez seja o momento de deixar sua cabeça descansar melhor. A dica é tentar relaxar antes de dormir, ler um bom livro que não tenha a ver com as matérias ou assistir a um pouco de Netflix e tomar aquele chazinho quente da vó.

Lembre-se: dormir bem é essencial para manter a mente aberta à absorção de conhecimento. Um estudo da Universidade de Brighham Young, nos EUA, mostrou que o aproveitamento de jovens de 16 a 18 anos nos estudos tem forte relação com a quantidade de sono. De acordo com os pesquisadores, o ideal é que se durma 7 horas por noite para melhorar o desempenho. O corpo e a mente precisam do sono para assimilar o aprendizado do dia e restaurar-se para potencializar a capacidade de aprendizado do dia seguinte.

giphy-8

E aí? Gostou do post? Leia mais sobre aqui 😉 Até mais!

Via Quero Bolsa

Valeu! Agora você estará sempre por dentro do mundo Brodda!

Clique aqui para fechar! X