Como fotografar o seu pet

O fotógrafo Lionel Falcon dá algumas dicas para tirar fotos do seu pet! publicado 20 de outubro de 2016.

O fim de ano e o período de férias são ótimas oportunidades para executar uma série de planos junto ao pet – já que, com mais tempo nas mãos, as famílias com bichinhos de estimação conseguem planejar passeios, momentos de lazer e até viagens na companhia destes (nem sempre) pequenos.

E nada melhor que registrar os momentos de carinho e diversão com o pet, não é mesmo? Mas, para isso, é necessário saber alguns truques e técnicas para que os cliques do seu pet sejam os melhores possíveis – esteja ele sozinho ou acompanhado na imagem.

Pensando nisso, conversamos com um dos parceiros mais antigos da Petz – o fotógrafo Lionel Falcon – que nos deu algumas dicas especiais para que você consiga capturar as mais lindas imagens do seu pet em todo tipo de ocasião. Confira as sugestões de Lionel e prepare sua câmera!

Resultado de imagem para dog gif

  • Prepare um ambiente calmo e silencioso
    O pet precisa de algum tempo para se acostumar com a situação para que as fotos fiquem legais, e tanto o ambiente como as pessoas presentes devem estar calmas e tranquilas para que o bichinho se sinta confortável.
  • Tenha sempre um petisco à mão
    O petisco é um ótimo acessório para agradar e acalmar o pet na hora do ‘ensaio canino’. Se um dos cliques precisar de comandos para ser feito, também vale oferecer um petisco como forma de recompensa pelo bom comportamento do cão.
  • Faça com que o pet se sinta seguro
    Além de conforto, o bichinho também precisa de segurança para que saia bem na foto. Tendo em mente que muitas imagens são feitas com os pets posando em cima de mesas (como as de tosa), vale lembrar que a superfície deve estar completamente firme no chão e sem balançar para deixar o cachorro se sentindo seguro.

Felinos em frente às câmeras

Resultado de imagem para cat gif

Quem tem um gato como bichinho de estimação já sabe que o comportamento deles é muito distinto dos cães, e na hora de tirar fotos isso não é diferente. Para facilitar a vida de quem tem um pet felino e está em busca de boas imagens, fique por dentro das observações de Lionel para conseguir a foto ideal de um gatinho.

  • Gatos são amigos do silêncio
    Um ambiente calmo e silencioso é essencial para fotografar os felinos, e músicas suaves também podem ajudar nesse momento. É importante lembrar que os gatos se estressam com muito mais facilidade que os cães e, por isso, a tranquilidade deve ser total.
  • Acessórios para atrair e ambientes conhecidos para acalmar
    Usar brinquedinhos com barulhos suaves ou varinhas para chamar a atenção do pet na hora dos cliques é uma boa alternativa para capturar os gatinhos, que costumam ser fotografados com mais facilidade no próprio lar – já que ficam desconfiados em outros ambientes e demoram mais para se adaptar e ganhar confiança.
  • “Pose? Só quando eu quiser!”
    Ao contrário dos cães, os gatos podem não fazer muita questão de agradar a família na hora de posar para fotos. Por isso, é preciso bastante paciência e zero agressividade para conseguir boas imagens dos felinos, que só posam para as fotos quando estão com vontade.

Durante as viagens de férias

Todos nós sabemos que durante o período de férias a rotina se modifica completamente, fazendo com que a tarefa de bater fotos seguindo as instruções citadas acima fique bastante difícil. Mas, ainda assim, é possível usar alguns truques para conseguir aquele click especial do seu pet, conforme as dicas de Lionel para quem quer fotografar o bichinho de estimação em locais diferentes do lar.

Resultado de imagem para pets gif

  • Respeite o clima e a saúde do seu pet
    Fotografe o seu pet em ambientes abertos somente antes das 10 horas ou depois das 16 horas. O sol costuma ser muito forte durante esse intervalo de tempo, e isso pode tanto aumentar os riscos de que seu pet queime as patinhas no chão quente como incentivar outros problemas em razão do clima abafado.
  • Deixe que o bichinho se canse
    Aproveite o ambiente aberto para deixar que o seu pet corra e se divirta bastante, ficando cansado depois da brincadeira. Esse cansaço pode ajudar muito para que o bichinho fique mais calmo, sereno e pronto para ser clicado em um cenário novo.
  • O posicionamento da família é importante
    O lugar em que uma pessoa da convivência do pet se posiciona enquanto você tenta fotografá-lo é superimportante, pois a reação do bichinho é sempre a de procurar pela família. Por isso, tente posicionar quem é mais próximo dele junto com você, por trás das lentes, pois isso fará com que a atenção do pet fique voltada para o lado da câmera fotográfica.

Agora que você já conferiu os truques, é só preparar o ambiente, o pet e começar a clicar – sempre lembrando uma das mais importantes dicas do fotógrafo Lionel Falcon: “Para eternizar o pet em uma imagem, vale mais a sua sensibilidade por trás da câmera do que uma máquina de última geração. Você pode ter a melhor máquina do mundo, porém, se não tiver sintonia, sensibilidade, rapidez na hora do clique e noções de adestramento, fica mais difícil de conseguir uma boa imagem”.

Via Petz

Valeu! Agora você estará sempre por dentro do mundo Brodda!

Clique aqui para fechar! X