Como fazer intercâmbio no Japão

Viaje com bolsa oferecida pelo governo japonês publicado 15 de fevereiro de 2018.

Estados Unidos, Inglaterra, Irlanda e Austrália são destinos recorrentes na escolha dos brasileiros para intercâmbio. Talvez por terem como língua nativa o inglês ou pela cultura, que não é tão distante da brasileira. Mas quantas pessoas você conhece que fizeram intercâmbio para países mais distantes ou com línguas muito diferentes do que estamos acostumados?

Pois saiba que alguns países dão bolsas para alunos latino-americanos irem estudar lá, um deles é o Japão.

Anualmente o governo japonês abre vagas para estudantes brasileiros irem estudar no país com todos os custos cobertos por bolsa. Existem vários tipos, como as bolsas das províncias voltadas para descendentes de japoneses; as bolsas da Fundação Japão voltadas a professores, artistas e pesquisadores da língua e cultura japonesa; bolsa de estudos e aperfeiçoamento JICA voltada especificamente para descendentes de japoneses mas também com vagas para não descendentes no curso de estágio tecnológico na área de Cooperação Técnica, e a LATEC que oferece bolsas de estudos a nikkeis formados em engenharia, informática, arquitetura e administração de produção. Mas queremos dar destaque a uma especificamente que nos pareceu ser a com mais opções de cursos e com mais benefícios tanto para descendentes como não descendentes.

Bolsas de Estudo MEXT

O Governo do Japão junto a Embaixada do Japão no Brasil disponibilizam essa bolsa pelo Ministério da Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia. A intenção é promover o intercâmbio acadêmico entre países em vários níveis de ensino. As bolsas garantem isenção da anuidade dos cursos, além das passagens de ida e volta do Brasil, o curso de língua japonesa e um valor para manutenção do estudante no país; tanto descendentes quanto não descendentes podem concorrer as vagas, contanto que não tenham dupla nacionalidade japonesa.

As modalidades de cursos são: Pesquisa (Pós-graduação), Graduação, Escola Técnica, Curso Profissionalizante, Treinamento para professores, Língua e Cultura Japonesa. Cada uma tem seus pré-requesitos, porém recomendamos uma maior atenção a matemática – ainda que pretenda fazer um curso de humanas já que a matéria é muito valorizada no Japão – Inglês e Japonês. Também lembramos que a base curricular do ensino médio japonês não é igual a brasileira, por isso é importante pesquisar muito bem o que deve ser estudado antes de entrar de cabeça nesse projeto.

As inscrições devem ser feitas em consulados ou embaixadas do Japão no Brasil ou através de recomendações de universidades japonesas e costumam abrir em torno de maio e julho. Para mais informações veja o site do Consulado japonês.

Esperamos que esta seja uma boa oportunidade para você se diferenciar no mercado de trabalho e ter experiências diferenciadas em sua carreira!

Valeu! Agora você estará sempre por dentro do mundo Brodda!

Clique aqui para fechar! X